logo_grupo_interclinicas.png

Atendimento 24 horas

(11) 3421-6352

profissionais.jpg

O objetivo geral deste trabalho foi tracar o perfil de alcoolistas em dois diferentes tipos de tratamentos ambulatoriais, diferenciando a motivacao/estagios de mudanca entre pacientes com disturbios gastricos que procuraram atendimento clinico em hospital geral, de alcoolistas que procuraram atendimento especializado para dependencia do alcool. A amostra inicial contou com 45 pacientes do ambulatorio de gastroenterologia e 60 pacientes do ambulatorio especializado no tratamento de alcoolismo.

 

O instrumento utilizado foi uma entrevista que continha: dados demograficos; Short Form Health Survey (SF-36); Alcohol Dependence Data Questionnaire (SADD); Fagerstrom Testfor Nicotine Dependence (FTND); Padrao de consumo de alcool e drogas; University of Rhode Island Change Assessment Scale (URICA); The Stages Readiness and Treatment Eagerness Scale (SOCRATES); The Drinker Inventory of Consequences (Drlnc) e analise laboratorial de TGO, TGP e GGT. Nao foram encontrados resultados estatisticos significantes que demonstrassem diferencas nas duas amostras em dependencia de nicotina, qualidade de vida, analise de testes laboratoriais e consumo de drogas. O padrao de consumo alcoolico foi maior em quantidade e frequencia nos pacientes do ambulatorio especializado quando comparado com o padrao de consumo encontrado na gastroenterologia, porem os ultimos apresentaram historia de consumo mais longa.

 

Em qualidade de vida as duas populacoes apresentaram padrao semelhante, diferindo apenas no aspecto de Saúde mental (p= OO75), que pode estar relacionado ao fato dos pacientes do ambulatorio especializado sofrerem mais as consequencias e enfrentarem mais problemas decorrentes do consumo alcoolico (Drlnc P=O,OOO 1). Nos resultados da URICA e SOCRATES ambos grupos mostraram semelhancas nos estagios de contemplacao (p=O,O7), pre - contemplacao (p=O,O6) e acao (p=O,51). Nas diferencas foi percebida uma certa limitacao na postura de relacionar a doenca hepatica com a doenca alcoolica por parte dos pacientes da gastroenterologia, devido aos baixos escores de reconhecimento da doenca (p=O,OOO2), manutencao (p=O,Ol) e ambivalencia (p= O,OOO)