logo_grupo_interclinicas.png

Atendimento 24 horas

(11) 3421-6352

profissionais.jpg

Casa de Recuperação de Alcoolismo em Parelheiros:

 

Alcoolismo e Habilidades Sociais

De acordo com a literatura revisada, os déficits em habilidades sociais estariam associados a diversos transtornos psiquiátricos, bem como a comportamentos disfuncionais como o abuso de álcool e o consumo de drogas (Caballo, 2003; Marlatt & Gordon, 1993). O abuso de álcool nos indivíduos com déficits nesta área serviria como ferramenta para enfrentar as interações sociais e diminuir a tensão por elas gerada, já que faltam aos alcoolistas, principalmente, as habilidades necessárias para lidar com situações de conflito. É provável, portanto, que o álcool seja consumido, em circunstâncias diversas, como maneira de enfrentamento para situações sociais ansiogênicas (Caballo, 2003).

 

Um repertório adequado de habilidades sociais é um recurso indispensável para realizar atividades, ao longo da vida, como relacionamentos interpessoais, construção de amizades, desenvolvimento de redes sociais, trabalho em equipe e no âmbito profissional. Deficiências em habilidades sociais levam ao uso de drogas e álcool, do mesmo modo que as dificuldades interpessoais também facilitam o seu consumo (Tran & Haaga, 2002). Assim como o decréscimo de ansiedade social, as expectativas de redução de tensão e de aumento da afirmação social, têm sido úteis para se distinguir bebedores problemáticos de bebedores não-problemáticos (Furtado, Falcone & Clark, 2003). Além disso, a falta de estratégias de enfrentamento e as expectativas de redução de tensão através do consumo etílico contribuem para o abuso de álcool. Se o indivíduo mantém expectativas positivas quanto aos resultados dos efeitos do ato de beber, a probabilidade de uso problemático é aumentada. Muitas vezes, o indivíduo antecipa os efeitos positivos imediatos do comportamento, com base em sua experiência prévia (Marlatt & Gordon, 1993).

Segundo Caballo (2003), o Treinamento em Habilidades Sociais tem sido empregado em conjunto com outras modalidades terapêuticas no tratamento do alcoolismo. Desta forma, vemos a relevância da avaliação tanto dos níveis quanto das particularidades das habilidades sociais dos alcoolistas, para que se possa sugerir a inclusão do treinamento das habilidades sociais como coadjuvante no tratamento do alcoolismo.