logo_grupo_interclinicas.png

Atendimento 24 horas

(11) 3421-6352

Clinica de reabilitação de dependente químico
Não se desespere. É possível construir um caminho para se livrar das drogas e superar a dependência química. Saiba como.
 
Diferentemente do que muitas pessoas podem pensar, a dependência química é considerada uma doença crônica, que pode ser tratada. A pessoa dependente geralmente apresenta mudanças progressivas de comportamento, que fazem o organismo se adaptar à droga. Por conta disso, a dependência química também é caracterizada como um transtorno mental relacionado ao uso de substâncias.
 
De acordo com o relatório da UNODC — United Nations Office on Drugs and Crime — aproximadamente 200 milhões de pessoas usam drogas ilícitas, o que corresponde a 4,8% da população adulta do planeta. No mundo, quase 25 milhões de pessoas são dependentes químicas.
Somente na América do Sul, o número aumentou de menos de 2 milhões para 2,25 milhões​. Ainda, a ONU afirma que o crescimento do uso da droga no Brasil foi o principal fator para a elevação da taxa do consumo no região.
 
Em 1964, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu que o uso abusivo de substâncias lícitas e ilícitas se caracteriza como uma dependência e não como um vício ou habituação. Isso porque a pessoa dependente não consegue controlar o desenvolvimento da sua escolha, que causa modificações clínicas em seu funcionamento cerebral.
 
A doença, portanto, nada tem a ver com falta de caráter, ausência de força de vontade ou mau comportamento.
 
Fatores de risco e proteção
Existem também outros fatores, como os de risco e os de proteção, que podem aumentar as chances de manter uma pessoa afastada do desenvolvimento de uma dependência química ou então aproximá-la do uso de drogas. Por isso, é também importante avaliar o paciente em termos de fatores de risco e de proteção.
 
Os fatores de proteção são aqueles que protegem a pessoa para que ela não seja induzida ao consumo de drogas. Eles podem envolver habilidades sociais como:
  • cooperação;
  • habilidade para resolver problemas;
  • vínculos positivos com pessoas, instituições e valores;
  • autonomia e autoestima desenvolvida.
  •  
Os fatores de risco são aqueles que aumentam a exposição das pessoas ao uso de drogas, como a insegurança, a insatisfação com a vida, os sintomas depressivos, a curiosidade e a busca incessante pelo prazer.
 
O que é dependência química?
A dependência química é o termo médico usado para descrever o abuso de drogas ou álcool que continua mesmo quando se desenvolvem problemas significativos relacionados ao seu uso. O álcool é a droga legal mais comum de abuso. O abuso de substâncias causa sérios problemas no trabalho, na escola, nos relacionamentos e na lei.
Como identificar os possíveis sinais de dependência química
 
Mudança de Comportamento
Mente com frequência, principalmente sobre o quanto está usando drogas ou ingerindo bebida alcoólica. Evita familiares e amigos. Desiste de atividades que costumava curtir como esportes. Assume riscos, como os sexuais ou dirigir sob influência de alguma substância. Fica fissurado por drogas ou bêbado regularmente. Pressiona outras pessoas para usar ou beber.
 
Alterações de Humor
Sente que precisar usar ou beber para se divertir. Se sente deprimido, sem esperança ou com ideação suicida.
 
Problemas Frequentes
Apresenta problemas de produtividade no trabalho, com queda no rendimento, ou com faltas cada vez mais frequentes ou ainda trabalha sob efeito de drogas ou álcool. Acaba apresentando problemas financeiros ou com a justiça por furtos e roubos para manter o vício.
 
Mudanças de Amizade
Passa a andar com um novo grupo de amigos e se afasta dos amigos antigos.
 
Quais são as substâncias mais usadas:
  • Álcool
  • Maconha
  • Cocaína
  • Crack
  • Tabaco
  • Medicamentos de prescrição, analgésicos e estimulantes
  • Metanfetamina
  • Opiáceos
  • Esteroides anabolizantes
  • Alucinógenos
  • Inaladores
  •  
Como é diagnosticado o abuso de drogas ou a dependência?
Um médico de família, um psiquiatra ou um profissional de saúde mental qualificado normalmente diagnosticam abuso de substâncias. Os achados clínicos geralmente dependem da substância abusada, da frequência de uso e do tempo decorrido desde o último uso e pode incluir:
  • Perda de peso
  • Fadiga constante
  • Olhos vermelhos
  • Pouca preocupação com a higiene
  • Anormalidades laboratoriais
  • Anormalidades inesperadas na frequência cardíaca ou na pressão arterial
  • Depressão, ansiedade ou problemas de sono
Tratamento e Reabilitação do Dependente Químico
O tratamento para toxicodependência é grave e complexo. Pessoas que são viciadas não podem simplesmente parar de usar. Os programas de tratamento envolvem muitos componentes diferentes. Você pode participar de programas de tratamento para pacientes internados ou ambulatoriais para abuso de substâncias. Os programas geralmente são baseados no tipo de substância abusada. Os programas incluem:
  • Desintoxicação, se necessário
  • Medicamentos para retirada, quem diminuem os desejos e restauram a função normal do cérebro
  • Terapia comportamental
  • Acompanhamento médico de longo prazo e apoio
  •  
  •  
  • Aconselhamento tanto para você quanto para qualquer família afetada
  •  
Quais são os sintomas do abuso ou dependência de drogas?
Uso contínuo de substâncias
Passa muito tempo obtendo, usando ou se recuperando do uso de drogas ou álcool. Usa ou bebe quantidades maiores do que o de costume ou por longos períodos de tempo, interferindo o trabalho, escola ou tarefas domésticas.
Abstinência
 
Quer ou tenta reduzir ou controlar o uso de drogas ou álcool, sem sucesso. Apresenta sintomas de abstinência se não estiver usando drogas ou álcool. E, usa álcool ou outro medicamento para evitar tais sintomas.
 
Assumir Riscos
Assumi riscos, como os sexuais ou dirigir sob a influência da droga.
 
Desenvolver tolerância
Desenvolve tolerância ou a necessidade de usar mais drogas ou álcool para obter o mesmo efeito. Ou usa a mesma quantidade de drogas ou álcool, mas sem o mesmo efeito.
 
Prejuízo a vida
Usa drogas ou álcool, mesmo diante de problemas de relacionamento causados pelo uso ou problemas físicos ou psicológicos. Desiste ou reduz as atividades diárias por causa do uso de drogas ou álcool, prejudicando a vida profissional, pessoal e financeira.