logo_grupo_interclinicas.png

Atendimento 24 horas

(11) 3421-6352

profissionais.jpg

Experiência passiva de tratamento

 

Esta categoria define uma maneira de o sujeito posicionar-se em relação à realização de tratamento em função do sentido que ele atribui a essa experiência. Tal definição articula um conjunto de expectativas, motivações e ações, para dar conta da situação do sujeito que se coloca como paciente no sentido tradicional do termo: ao ver-se em situação crítica de saúde, submete-se à intervenção profissional e institucional, esperando que essa intervenção externa sobre si o proteja e o cure. A experiência passiva de tratamento pode ser considerada uma reação adaptativa do sujeito que corresponde à oferta de tratamento nas modalidades biomédicas e jurídico-morais convencionais. Adotando essa forma de atribuir sentido ao seu tratamento, o sujeito mantém uma atitude passiva e repetitiva, a despeito de perceber poucas mudanças, o que é justificado pelo caráter de doença crônica atribuído ao alcoolismo.